Maxçuny Alves Neves da Silva

Participei do concurso Professor Nota 10 de 2013 com o presente projeto e o DIVERSA entrou em contato comigo para que eu compartilhasse minha experiência. Passarei abaixo uma descrição superficial do projeto dado o pouco espaço existente.

Após avaliação diagnóstica verificou-se um déficit significativo na leitura e produção textual dos alunos em geral, o que nos levou a desenvolver um projeto de leitura que envolvesse toda a comunidade escolar. 

Começamos por fazer a leitura dramática de um livro em sala por bimestre (um capítulo por aula) e propor a produção de resumo da obra ao final da leitura, depois passamos a orientar os alunos quanto à escolha de livro de leitura e como se comportar em visita à biblioteca. Em seguida, foi proposta a visita orientada à biblioteca quando cada aluno deveria escolher um livro sob a orientação do professor e do bibliotecário. O livro seria emprestado ao aluno o qual deveria trazê-lo todos os dias para a escola. À partir daí foi promovido, com ajuda de toda a comunidade escolar, um momento de leitura em que todos os membros da comunidade escolar deveriam ler. Além deste momento semanal da leitura, o professor poderia promover momentos de leitura em suas aulas, ou permitir que os alunos que fossem terminando as tarefas propostas dedicassem tempo à leitura. 

Foi notório e decisivo o envolvimento de toda a comunidade escolar para o sucesso do projeto. A direção da escola participou orientando os pais em reunião e colaborando com os recursos materiais solicitados. 

Os livros lidos seriam motivadores para a produção de resenhas descritivas das quais seriam selecionadas as melhores produções para compor um mural de divulgação das obras lidas pelos alunos como forma de incentivar novas leituras. O interesse foi tão grande que víamos grande aglomeração de alunos diante dos murais nos horários de intervalo, e o número de empréstimos na biblioteca chegou a números jamais vistos. Conforme os alunos terminavam a leitura de um livro, eles poderiam ir novamente à biblioteca (desta vez orientados pela funcionária da biblioteca) para novos empréstimos a qualquer momento. A proposta era que cada aluno lesse pelo menos um livro a cada bimestre, mas era feita a contabilização das leituras para premiar os que lessem mais obras ao final do projeto que duraria todo o ano letivo. 

No último bimestre o professor leu um livro para os alunos que tratava da produção textual de vários gêneros textuais (dentre eles a carta) e, à partir da leitura desta obra, seria proposta a troca de cartas entre alunos os quais deveriam se manter em anonimato até o final do projeto, momento em que haveria a culminância de todo o projeto com a revelação da identidade dos correspondentes, premiação dos leitores e depoimento de alunos a respeito do crescimento adquirido por meio do projeto numa linda festa de encerramento. Os alunos que frequentavam a sala de recursos tiveram um atendimento diferenciado a respeito da leitura (lendo em voz alta e discutindo o assunto com o professor, ouvindo a leitura feita pelo professor e fazendo exposição oral do conteúdo lido) e das produções textuais as quais eram feitas e refeitas após longo processo de discussão e construção do conhecimento. O resultado final foi surpreendente para todos os alunos, em especial para os alunos com deficiência, os quais relataram nunca terem lido sequer um livro inteiro antes do projeto. 

Havia três alunos com deficiência intelectual e todos eles conseguiram participar ativamente do projeto graças ao atendimento diferenciado dado pelos colaboradores da sala de recursos e a atenção especial dada pelos professores em geral.

Uma história que vale ser descrita é a de uma aluna que leu muito mais que os quatro livros propostos para o ano letivo, sendo uma das alunas premiadas em sua turma pelo maior número de leituras com aproveitamento. 

Convém destacar que apenas um aluno que apresentava maior dificuldade de concentração leu apenas os quatro livros propostos, mas todos eles com aproveitamento total e todos os alunos tiveram textos expostos no mural de divulgação.

 

Participante do Prêmio Educador Nota 10 – 2013

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: