O IRM utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos portais, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Muiraquitã

 

Aprendendo com os encantos do Muiraquitã é um material pedagógico acessível desenvolvido com o objetivo de minimizar barreiras de comunicação e promover o aprendizado do sujeito e seu lugar no mundo, resolvendo cálculos matemáticos de forma colaborativa.

O recurso tecnológico foi montado em um Muiraquitã (sapo) esculpido em isopor e coberto com a técnica de papel machê por um artista local parceiro da escola. É composto de régua digital e sonora programada para realizar um sorteio aleatório de faixas sonoras com tarefas relacionadas ao território e a cultura.

Para jogar, os estudantes escolhem um Muiraquitã em miniatura, numerados no verso, para decidir que equipe começa. Ao iniciar, o botão da escultura do Muiraquitã deve ser acionado. Nesse momento, as luzes da régua acendem e apagam em sequência. Quando a luz para em uma faixa, o áudio correspondente toca, e o estudante deve, com seu grupo, responder à questão, continuar a música regional ou realizar outra tarefa. Cada faixa equivale a uma pontuação diferente e, a cada tarefa realizada ou no “bônus”, a equipe recebe pontos. Ganha o jogo a equipe que somar o maior placar.

A escultura do Muiraquitã pode ser substituída pela construção de outro símbolo regional ou elemento da cultura do território em que será utilizada.

Articulação com a Base nacional comum curricular

O material foi desenvolvido em consonância com a Base nacional comum curricular (BNCC), considerando aspectos da área de linguagens, geografia e matemática e seus diferentes usos nos anos inicias do ensino fundamental.

Considerando o relato de experiência de educadores da Escola Dr. Everaldo de Sousa Martins e as possibilidades de uso em outras unidades escolares, o material pode ser utilizado como estratégia pedagógica para os seguintes objetivos de aprendizagem da BNCC:

Geografia

UNIDADE TEMÁTICA  Conexões e escalas
OBJETO DE CONHECIMENTO  Territórios étnico-culturais 
HABILIDADE  (EF04GE06) Identificar e descrever territórios étnico-culturais existentes no Brasil, tais como terras indígenas e de comunidades remanescentes de quilombos, reconhecendo a legitimidade da demarcação desses territórios.

 

UNIDADE TEMÁTICA  O sujeito e seu lugar no mundo
OBJETO DE CONHECIMENTO  Convivência e interações entre pessoas na comunidade
HABILIDADE  (EF02GE02) Comparar costumes e tradições de diferentes populações inseridas no bairro ou comunidade em que vive, reconhecendo a importância do respeito às diferenças.

 

UNIDADE TEMÁTICA  Conexões e escalas
OBJETO DE CONHECIMENTO  Experiências da comunidade no tempo e no espaço
HABILIDADE  (EF02GE04) Reconhecer semelhanças e diferenças nos hábitos, nas relações com a natureza e no modo de viver de pessoas em diferentes lugares.

  

UNIDADE TEMÁTICA  O sujeito e seu lugar no mundo
OBJETO DE CONHECIMENTO  A cidade e o campo: aproximações e diferenças
HABILIDADE  (EF03GE01) Identificar e comparar aspectos culturais dos grupos sociais de seus lugares de vivência, seja na cidade, seja no campo.

 

UNIDADE TEMÁTICA  O sujeito e seu lugar no mundo
OBJETO DE CONHECIMENTO  A cidade e o campo: aproximações e diferenças
HABILIDADE  (EF03GE03) Reconhecer os diferentes modos de vida de povos e comunidades tradicionais em distintos lugares.

 

UNIDADE TEMÁTICA  O sujeito e seu lugar no mundo
OBJETO DE CONHECIMENTO  Território e diversidade cultural
HABILIDADE  (EF04GE01) Selecionar, em seus lugares de vivência e em suas histórias familiares e/ou da comunidade, elementos de distintas culturas (indígenas, afro-brasileiras, de outras regiões do país, latino-americanas, europeias, asiáticas etc.), valorizando o que é próprio em cada uma delas e sua contribuição para a formação da cultura local, regional e brasileira.

Língua portuguesa

UNIDADE TEMÁTICA  Oralidade
OBJETO DE CONHECIMENTO  Variação linguística
HABILIDADE  (EF35LP11) Ouvir gravações, canções, textos falados em diferentes variedades linguísticas, identificando características regionais, urbanas e rurais da fala e respeitando as diversas variedades linguísticas como características do uso da língua por diferentes grupos regionais ou diferentes culturas locais, rejeitando preconceitos linguísticos.

Matemática

UNIDADE TEMÁTICA  Álgebra
OBJETO DE CONHECIMENTO  Construção de sequências repetitivas e de sequências recursivas
HABILIDADE  (EF02MA09) Construir sequências de números naturais em ordem crescente ou decrescente a partir de um número qualquer, utilizando uma regularidade estabelecida.

 

UNIDADE TEMÁTICA  Números
OBJETO DE CONHECIMENTO  Propriedades das operações para o desenvolvimento de diferentes estratégias de cálculo com números naturais
HABILIDADE  (EF04MA03) Resolver e elaborar problemas com números naturais envolvendo adição e subtração, utilizando estratégias diversas, como cálculo, cálculo mental e algoritmos, além de fazer estimativas do resultado.

Atributos do Desenho universal para a aprendizagem

Aprendendo com os encantos do Muiraquitã foi confeccionado em sintonia com o conceito de Desenho universal para a aprendizagem (DUA) e utiliza diversos recursos para minimizar as barreiras à participação autônoma de todos os estudantes.

O formato do material facilita a interação e o protagonismo dos estudantes, as informações são táteis, sonoras e visuais, proporcionando o engajamento e aprendizado de todos, todas e cada um. A organização em faixas na régua, com diferentes cores para cada uma das categorias, contribui para a construção do conhecimento.

O material é cultural e socialmente relevante para estudantes ao trabalhar com elementos do território contextualizados em suas vidas. A atividade permite uma postura ativa e de exploração dos estudantes, buscando coletivamente cumprir as propostas sorteadas.

O processo colaborativo de desenvolvimento desse MPA, construído em todas as suas etapas pelas próprias educadoras com a participação de artistas locais, reforça a valorização da cultura regional, reconhecendo os saberes do território, além de aproximar os estudantes da arte.

A composição dessa rede para a criação do material demonstra a viabilidade de construção de outros recursos e estratégias pedagógicas que contemplem estudantes com e sem deficiência na escola.

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: