O IRM utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos portais, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Maurício Dumbo: de Angola à medalha de ouro, pelo Brasil

No início do mês, tive o prazer de conversar com o paratleta Maurício Dumbo, durante uma live sobre educação física inclusiva. Nascido em Angola, Maurício ficou cego aos cinco anos de idade, e até os 11 anos era analfabeto. Um convênio entre Brasil e Angola deu a Maurício uma oportunidade inestimável: ele foi chamado a participar de um grupo de 18 jovens que viriam ao nosso país para integrar um projeto de alfabetização.

Uma vez aqui, foi muito além de aprender a ler e escrever. Conheceu o esporte ainda nos primeiros anos, e logo se destacou no futsal para cegos. Em 2014, naturalizou-se brasileiro e, em 2016, ganhou a medalha de ouro com a seleção brasileira que disputou os Jogos Paralímpicos realizados no Rio. Mas a verdadeira consagração tinha vindo no ano anterior, quando se formou em Direito e logo conseguiu trabalho no Tribunal de Justiça de Curitiba.


Este artigo completo foi publicado no ECOA | Por um mundo melhor, site do portal UOL, em 05/11/2021, e está disponível para leitura em https://bit.ly/3mYK9DN 

Rodrigo Hübner Mendes escreve semanalmente sobre inclusão em sua coluna do ECOA, site do portal UOL de jornalismo propositivo, que tem como objetivo apresentar pessoas que se dedicam a construir um mundo melhor.  

Rodrigo Hübner Mendes tem dedicado sua vida para garantir que toda pessoa com deficiência tenha acesso a educação de qualidade na escola comum. É professor e pesquisador sobre educação inclusiva, membro da rede de empreendedores sociais Ashoka e do Young Global Leaders (Fórum Econômico Mundial). Há 25 anos fundou o Instituto Rodrigo Mendes, que desenvolve pesquisas, consultoria e programas de formação em diversas partes do mundo. 

©️ Instituto Rodrigo Mendes. Licença Creative Commons BY-NC-ND 2.5. A cópia, distribuição e transmissão dessa obra são livres, sob as seguintes condições: você deve creditar a obra ao seu autor, sendo licenciada pelo Instituto Rodrigo Mendes e DIVERSA. 

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: