Construção de materiais pedagógicos acessíveis para e por estudantes

A experiência da rede municipal de educação de Cruzeiro com o projeto M.A.P.A. para a inclusão envolveu estudantes e busca de parcerias

Conhecemos os Materiais Pedagógicos Acessíveis do portal DIVERSA em um encontro da formação DIVERSA presencial monitoramento, oferecida pelo Instituto Rodrigo Mendes, da qual nossa rede municipal de ensino participava em 2018. A partir de então, ficamos muito interessados em realizar um projeto voltado para a construção de materiais para aprendizagem de todos os estudantes.

Busca de parcerias

A equipe da Secretaria Municipal de Educação de Cruzeiro montou um projeto para que fosse possível buscar parcerias no município. Após apresentação da proposta ao Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) – Cruzeiro, encontramos o parceiro que procurávamos.

Com o objetivo de ressignificar a educação, firmamos a parceria de construção de materiais pedagógicos acessíveis, procurando mostrar que todos são capazes de aprender, desde que lhes sejam oferecidos recursos apropriados para participação nas aulas e no desenvolvimento de competências, a fim de que tenham condições de exercer a cidadania e se preparar para a realidade do mercado de trabalho.

Iniciou-se, assim, o Projeto Piloto M.A.P.A (Materiais Pedagógicos Acessíveis) para a Inclusão, desenvolvido por alunos do SENAI de diversos períodos do curso de Eletromecânica, acompanhados de seus instrutores, e por estudantes do 9º ano da Escola Municipal Antônio Vicente da Silva Bueno, acompanhados pelo coordenador pedagógico da unidade escolar.

A equipe do SENAI recebeu os links de três sugestões de materiais disponíveis no DIVERSA: Jogo das Formas Tridimensionais; Pirâmide Alimentar Interativa; e Sistema Terra e Lua. Optamos pela construção do Sistema Terra e Lua.

Conheça os materiais:
Jogo das Formas Tridimensionais
Pirâmide Alimentar Interativa
Sistema Terra e Lua

Elaboração de protótipo

Em um primeiro momento, os alunos assistiram ao tutorial em vídeo e construíram um protótipo, fazendo inclusive algumas adaptações para reduzir custos sem prejuízo ao recurso. Foi feita, por exemplo, a troca do extensor de celular por um cabo de pá de lixo de brinquedo, além da substituição do uso da iluminação do celular por um abajur pequeno de LED.

Após essa etapa, os alunos do SENAI receberam os alunos da rede municipal e apresentaram o protótipo, ensinando-os como fizeram para produzi-lo. Juntos, construíram o material para ser usado na Escola Professor Antônio Vicente da Silva Bueno, que atende 447 alunos do 6º ao 9º ano, no bairro Vila Suely, em Cruzeiro, no estado de São Paulo.

Compartilhamento na rede

Em seguida, em encontros semanais realizados durante o mês de novembro de 2018, os estudantes do SENAI e da escola municipal construíram mais três modelos do material para disponibilizar em outras escolas da rede. As escolas foram escolhidas em função do alto número de alunos público-alvo da educação especial matriculados.

Em evento realizado pela secretaria para entrega dos materiais às escolas, em dezembro de 2018, a equipe do SENAI pontuou que a experiência foi gratificante pela oportunidade de pensar no outro e de reconhecer que, com seus saberes, puderam ajudar a sociedade e a educação. A devolutiva dos estudantes e da equipe gestora da escola municipal também foi muito positiva. Ficamos muito satisfeitos com o resultado dessa parceria que tanto agregou à nossa rede.

Sala de aula com projeção sendo realizada no alto da parede, acima do quadro-negro. Estudantes estão em pé na frente da sala apresentando o material para estudantes sentados nas carteiras.Como continuidade do projeto, em maio de 2019, foi realizada a aplicação dos materiais pedagógicos acessíveis nas escolas contempladas. Estudantes de uma nova turma do 9º ano da Escola Antônio Vicente (que não participaram da construção em 2018, mas receberam orientação da Coordenadora Pedagógica da escola) deram aulas para estudantes de 6º ano da própria escola sobre as fases da lua, utilizando o material pedagógico acessível. O material possibilita que todos os estudantes assimilem melhor o conteúdo, visto que simula, em escala menor, a movimentação da lua em torno da Terra.

Ainda em 2019, a secretaria pretende renovar a parceria com o SENAI para a construção de novos materiais por e para estudantes de outras escolas da rede municipal de Cruzeiro.

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: