Nas entrelinhas das carteiras da escola

Quando chegou ao Colégio Estadual de Seabra, na região da Chapada Diamantina (BA), a coordenadora pedagógica Janaina Barros ficou intrigada com o grave índice de evasão escolar, que batia 40%.

Assim como vem fazendo desde 2002, Janaina começou a olhar com cuidado, respeito e atenção para o que os alunos do ensino médio deixavam escrito e desenhado nas carteiras das salas de aula, nas paredes do pátio e nas portas dos banheiros. A educadora se debruça sobre cada mensagem, procurando desvelá-las. Com o passar do tempo, avalia se algum estudante precisa ser chamado para conversar.

A delicadeza e profundidade dessa iniciativa da coordenadora ilustram o que podemos fazer para que os jovens se sintam valorizados pela escola, encontrem seu lugar na sala de aula e não abandonem os estudos.


Este artigo completo foi publicado no ECOA | Por um mundo melhor, site do portal UOL, em 18/06/2021, e está disponível para leitura em https://bit.ly/3xMQIft.

Rodrigo Hübner Mendes escreve semanalmente sobre inclusão em sua coluna do ECOA, site do portal UOL de jornalismo propositivo, que tem como objetivo apresentar pessoas que se dedicam a construir um mundo melhor.

Rodrigo Hübner Mendes tem dedicado sua vida para garantir que toda pessoa com deficiência tenha acesso a educação de qualidade na escola comum. É professor e pesquisador sobre educação inclusiva, membro da rede de empreendedores sociais Ashoka e do Young Global Leaders (Fórum Econômico Mundial). Há 25 anos fundou o Instituto Rodrigo Mendes, que desenvolve pesquisas, consultoria e programas de formação em diversas partes do mundo.

©️ Instituto Rodrigo Mendes. Licença Creative Commons BY-NC-ND 2.5. A cópia, distribuição e transmissão dessa obra são livres, sob as seguintes condições: você deve creditar a obra ao seu autor, sendo licenciada pelo Instituto Rodrigo Mendes e DIVERSA.

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: