Rede municipal promove valorização dos profissionais de educação

Município de Cruzeiro (SP) realizou atividade com equipe escolar para proporcionar reconhecimento do trabalho desenvolvido

No ano de 2018, eu era assistente pedagógica de educação especial inclusiva e atuava na direção do Núcleo de Apoio à Saúde da Comunidade Escolar (NASCE), função que ocupo até hoje. Como uma das minhas atividades, realizava formações para as equipes gestoras, palestras para professores e familiares da rede municipal de educação de Cruzeiro (SP).

 

Em auditório, educadora sorri enquanto segura papéis em suas mãos. Ao fundo banner da formação "Diversa presencial". Fim da descrição.
Andréa em encontro do DIVERSA presencial em 2017. (Foto: Alfredo Brant)

Até aquele momento, eu nunca havia participado de uma ação direta com a equipe de apoio das escolas da rede. Mas, como os docentes estariam em reuniões e não haveria formação para os demais colaboradores das escolas, o secretário de educação da época me pediu que pensasse em algum trabalho para ser realizado especificamente com os profissionais não docentes das escolas.

Aceitei de imediato! Sempre considerei importante o trabalho em equipe e mantive uma relação de proximidade e escuta com todos os membros da equipe da escolar. Vi naquela oportunidade uma chance de valorizar a função desses profissionais.

Leia mais
+ Município de Cruzeiro elabora estratégias para garantir aprendizado durante pandemia

Inspirações

Enquanto pensava em que tipo de ação poderia ser realizada, lembrei-me do Diversa Presencial, formação oferecida pelo Instituto Rodrigo Mendes e da qual participei em 2017. Na época, ela abordou a função social da escola e a importância da vivência escolar na formação do cidadão.

 

Em primeiro plano, planilha em TV expõe nomes de municípios (Poá, Santo André e Cruzeiro), nomes (Caio, Wexley e Nicolas) e conteúdos das formações ("Função do AEE", "Função Social da Escola" e "Gestão democática e currículo"). Em primeiro, formadora gesticula ao lado de um recipiente de acrílico com papel para ninho e cartões circulares em vermelho. Fim da descrição.
Encontro do DIVERSA presencial de 2017. (Foto: Alfredo Brant)

Inspirada pela formação e em busca de materiais sobre o tema, deparei-me com um texto na internet intitulado “Pessoal de apoio na escola: invisíveis que alicerçam o processo de ensino-aprendizagem”, escrito pelo professor Robison Sá. Ao fazer a leitura, já imaginei minha proposta: preparar uma palestra sobre os tipos de temperamento humano, as personalidades e habilidades de cada um.

A ideia central era proporcionar aos profissionais o reconhecimento de suas ações no ambiente de trabalho, identificando suas fragilidades e habilidades, além de refletir sobre a importância do trabalho em equipe.

Conheça outros relatos de educadores do DIVERSA presencial
+ Rede estimula parceria entre família e educadores para ampliar inclusão
+ Rede elimina barreiras atitudinais para promover cultura inclusiva

Você conhece os educadores de sua escola?

Para encaminhar essas discussões durante a formação com os profissionais de educação, gravei vídeos com alguns alunos de uma de nossas escolas, para que pudessem contar o que aprendiam com pessoas da equipe escolar que escolhemos previamente: um inspetor de alunos, uma merendeira e uma auxiliar de serviços gerais.

As crianças começaram a gravação falando que, na escola, havia uma pessoa que ensinava a respeitar os colegas, a não brigar, a cuidar dos brinquedos etc. Ao final da gravação, elas perguntam: “você sabe o nome dela?”. E, depois de uma pausa, respondem com o nome do funcionário. Foram realizados três vídeos, um para cada colaborador escolhido.

Com esse processo, minha intenção foi fazer com que os profissionais de educação assistissem aos vídeos dos estudantes tentando identificar o educador ao qual a criança se referia.

Uma grande surpresa

Em auditório, educadora, em pé, lê folha em suas mãos. Ao redor, mulheres sentadas em cadeiras a observam. Fim da descrição
Encontro do DIVERSA presencial 2017. (Foto: Alfredo Brant)

No dia da formação com os educadores, a experiência foi única! Estavam presentes inspetores, merendeiras, assistentes de serviços gerais, cozinheiras, entre outros membros da equipe de apoio escolar. Já na introdução do tema, todos se envolveram e demonstraram muito entusiasmo.

No momento de identificar qual era o educador (aos quais as crianças se referiam no vídeo), todos falaram nomes de professores. Mas, quando perceberam que o profissional em questão não se tratava de um professor, e sim de um deles, demonstraram grande surpresa.

Valorização e reconhecimento

Foi realizada a valorização do papel desses profissionais como educadores, o reconhecimento de sua importância na formação dos estudantes e de como eles auxiliam nas ações, tanto em sala de aula, quanto no contato com as famílias.

Falamos muito sobre o olhar diferenciado que cada um deles deve dedicar aos estudantes e sobre o quanto isso é fundamental para o processo educacional. Muitos compartilharam suas experiências, agradeceram pela oportunidade de participar do encontro e por terem sido reconhecidos. Alguns chegaram a se emocionar.

Foi um grande momento de pertencimento! Encerramos o encontro com a frase do professor Robison Sá: “a educação é um corpo gigante composto de pequenas partículas indispensáveis para si”.


Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: