Jogo do Território

O objetivo da construção do material, que foi criado coletivamente pelos educadores e educandos, foi viabilizar o acesso de todos os estudantes, com e sem deficiência, aos conteúdos de geografia, utilizando o território da comunidade escolar.

O Jogo é composto por um tabuleiro de localização geográfica de madeira em MDF com o mapa dos arredores da escola cortado e impresso a laser. Apresenta também botões sonoros dos pontos de referência das áreas comerciais próximas à escola, construções em 3D (que representam lojas, padaria, farmácia etc.), dado e rosa dos ventos digitais e sonoros.

Para jogar, os participantes acionam o dado sonoro e caminham o respectivo número de casas na direção indicada pela rosa dos ventos. Conforme passam pelas construções, escutam os áudios com as informações de cada lugar fornecidas pela comunidade.

Articulação com a Base nacional comum curricular 

O projeto desenvolvido para a construção e utilização do material pedagógico acessível englobou as áreas de geografia, língua portuguesa, matemática, informática, história, artes e ciências.

Em relação aos conteúdos curriculares, foram trabalhadas a localização geográfica; operações básicas de matemática; história do entorno da escola, por meio de entrevistas realizadas pelos estudantes; alimentação saudável; doenças causadas por vírus e bactérias; poluição da água, do solo e do ar.

Considerando o relato de experiência da EMEF João Naoki Sumita e as possibilidades de uso em outras escolas, o Jogo do território pode ser utilizado como estratégia pedagógica para os seguintes objetivos de aprendizagem da Base nacional comum curricular (BNCC):

História

UNIDADE TEMÁTICA  Transformações e permanências nas trajetórias dos grupos humanos 
OBJETO DE CONHECIMENTO  O passado e o presente: a noção de permanência e as lentas transformações sociais e culturais 
HABILIDADE  (EF04HI03) Identificar as transformações ocorridas na cidade ao longo do tempo e discutir suas interferências nos modos de vida de seus habitantes, tomando como ponto de partida o presente. 

 

UNIDADE TEMÁTICA  O lugar em que vive 
OBJETO DE CONHECIMENTO  A produção dos marcos da memória: formação cultural da população 
HABILIDADE  (EF03HI07) Identificar semelhanças e diferenças existentes entre comunidades de sua cidade ou região, e descrever o papel dos diferentes grupos sociais que as formam. 

Geografia

UNIDADE TEMÁTICA  Conexões e escalas 
OBJETO DE CONHECIMENTO  Paisagens naturais e antrópicas em transformação 
HABILIDADE  (EF03GE04) Explicar como os processos naturais e históricos atuam na produção e na mudança das paisagens naturais e antrópicas nos seus lugares de vivência, comparando-os a outros lugares. 

 

UNIDADE TEMÁTICA  Formas de representação e pensamento espacial 
OBJETO DE CONHECIMENTO  Representações cartográficas 
HABILIDADE  (EF03GE06) Identificar e interpretar imagens bidimensionais e tridimensionais em diferentes tipos de representação cartográfica. 

(EF03GE07) Reconhecer e elaborar legendas com símbolos de diversos tipos de representações em diferentes escalas cartográficas. 

(EF06GE08) Medir distâncias na superfície pelas escalas gráficas e numéricas dos mapas. 

 

UNIDADE TEMÁTICA  Natureza, ambientes e qualidade de vida 
OBJETO DE CONHECIMENTO  Diferentes tipos de poluição 
HABILIDADE  (EF05GE11) Identificar e descrever problemas ambientais que ocorrem no entorno da escola e da residência (lixões, indústrias poluentes, destruição do patrimônio histórico etc.), propondo soluções (inclusive tecnológicas) para esses problemas. 

 

UNIDADE TEMÁTICA  Formas de representação e pensamento espacial 
OBJETO DE CONHECIMENTO  Mapas temáticos do Brasil 
HABILIDADE  (EF07GE09) Interpretar e elaborar mapas temáticos e históricos, inclusive utilizando tecnologias digitais, com informações demográficas e econômicas do Brasil (cartogramas), identificando padrões espaciais, regionalizações e analogias espaciais. 

Atributos do Desenho universal para a aprendizagem 

O material foi confeccionado em sintonia com o conceito de Desenho universal para a aprendizagem (DUA) e utiliza diversos recursos para minimizar as barreiras à participação autônoma de todos e todas as estudantes, com ou sem deficiência.

O Jogo do território permite a associação de respostas orais, visuais e táteis que ampliam as possibilidades de aprendizagem dos conteúdos. Os pinos e o tabuleiro são imantados, facilitando a aderência e o manuseio principalmente das pessoas com dificuldade de coordenação motora fina. O dado e a rosa dos ventos são sonoros e visuais, ampliando as possibilidades de escolhas e respostas das questões do jogo. Já os áudios dos pontos do território enriquecem a compreensão das informações sistematizadas pelos alunos e alunas.

A garantia de participação ativa dos estudantes, tanto na criação do jogo como na atividade propriamente dita, contribui para aumentar a motivação e o trabalho colaborativo entre todos os estudantes.

O trabalho de pesquisa e entrevista com os comerciantes do entorno da escola aproxima o componente curricular da vida cotidiana e mobiliza conhecimentos prévios dos estudantes.

 

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: