Experimento sobre a sustentação do corpo

Esta página ainda está em construção e estará completa em breve. Até lá, você pode assistir às práticas e aos tutoriais dos Materiais pedagógicos acessíveis aqui.

 
O Experimento sobre a sustentação do corpo é um material pedagógico acessível que usa palitos de madeira, pedaços de canudo e uma espiral de caderno para simular um esqueleto humano. Quando parte da estrutura é removida, o boneco não consegue permanecer de pé.

Na Escola Municipal Anton Dworsak, em Duque de Caxias (RJ), a professora Soraya Christian, do atendimento educacional especializado (AEE), junto à docente da classe comum, usou o recurso em uma turma de 3º ano do ensino fundamental. A classe era formada por 20 estudantes, incluindo um garoto com transtorno do espectro autista (TEA). Ele era atendido por Soraya na sala de recursos multifuncionais (SRM) no contraturno das aulas.

Articulação com a Base nacional comum curricular

O Experimento sobre a sustentação do corpo foi utilizado em uma atividade da área de Ciências da natureza. O material permitiu aos alunos observar o mundo e formular perguntas. Eles também desenvolveram e utilizaram ferramentas para análise e representação de dados.

Além disso, o material pode ser usado como estratégia pedagógica para os seguintes objetivos de aprendizagem da Base nacional comum curricular (BNCC):

Ciências – 1º ano do ensino fundamental

UNIDADE TEMÁTICA Vida e evolução
OBJETO DE CONHECIMENTO Corpo humano
HABILIDADE (EF01CI02) Localizar, nomear e representar graficamente (por meio de desenhos) partes do corpo humano e explicar suas funções

Ciências – 6º ano do ensino fundamental

UNIDADE TEMÁTICA Vida e evolução
OBJETO DE CONHECIMENTO Interação entre os sistemas locomotor e nervoso
HABILIDADE (EF06CI09) Deduzir que a estrutura, a sustentação e a movimentação dos animais resultam da interação entre os sistemas muscular, ósseo e nervoso

Atributos do Desenho universal para a aprendizagem

Antes de usar o material pedagógico, as professoras fizeram uma aula expositiva sobre o esqueleto humano. Os estudantes conversaram sobre a estrutura óssea, sobre a quantidade de ossos com que nascemos, como alguns deles se unificam durante o crescimento etc. A turma realizou o Experimento sobre a sustentação do corpo na sequência.

As informações foram apresentadas às crianças com livros, cartazes, gravuras etc. Com a manipulação do recurso, foi possível aproximar o conteúdo ao cotidiano. Elas participaram com interesse da proposta e diversas vezes fizeram associações com a vida, dizendo coisas como: “uma vez meu tio quebrou o braço” ou “eu já me machuquei, já quebrei a perna”.

Por trazer múltiplas formas de apresentação da informação, engajar os estudantes, aproximar o componente curricular a exemplos da vida cotidiana e acionar conhecimentos prévios, a atividade com o uso do material pedagógico dialoga com os princípios do Desenho universal para a aprendizagem.

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: