Para ensinar sobre os diferentes sabores, professora usa maquete do paladar

Levar os sabores da horta da escola para a sala de aula, apresentar as propriedades físicas dos materiais e aprender sobre o paladar humano. Esses eram os objetivos da atividade de ciências da natureza que realizei com uma turma do 5º ano do ensino fundamental na Escola Municipal Professor Waldir Garcia, em Manaus (AM). A aula teve como estratégia o uso de um material pedagógico que simula uma boca e mostra os sabores identificados pela língua. A turma para qual planejei o uso da Maquete do paladar contava com 26 estudantes – dois deles com deficiência intelectual – e ficava em uma sala de aula ampla, com mesas redondas, o que facilitou a interação.

Este vídeo conta com legendas em português (ativadas na barra do player)

O material pedagógico usado na atividade é feito de papelão e cartolina vermelha, onde são colados copos de café descartáveis para representar os dentes. A língua é dividida em áreas para os sabores salgado, doce, amargo e ácido. Quando os alunos encaixam peças com figuras de alimentos no lugar correspondente – como o desenho de um chocolate na área do doce –, um circuito eletrônico simples é acionado e lâmpadas de LED se acendem.

Entendendo o paladar

Com a turma, primeiro, falamos sobre as propriedades físicas dos materiais com os quais a maquete é feita. Como o recurso é composto por copos descartáveis, papelão e tem um circuito eletrônico, falamos sobre consumo consciente e reciclagem. Os estudantes identificaram os usos desses materiais no dia a dia e as formas de reaproveitá-los – como na própria criação de recursos de aprendizagem.

Em outro momento, visitamos a horta para uma aula sobre o sabor dos vegetais e hortaliças cultivados na escola. Os alunos identificaram os diferentes sabores e comentaram sobre as comidas favoritas ou as que não gostavam. De volta à sala de aula, eles criaram os cards com imagens de alimentos para serem usados na maquete e manipularam o material pedagógico.

+ Aprenda a fazer a Maquete do paladar

A experiência foi um sucesso. As crianças ficaram encantadas com as luzes e comentaram que gostariam de mais aulas como aquela. Pretendo levar o material pedagógico para o laboratório da escola, que está sendo criado. Espero, também, poder levar a Maquete do paladar como estratégia pedagógica para outros conteúdos curriculares e assim desenvolver um projeto em nossa Feira de ciências.

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: