André Ramos de Brito

Os estudantes atendidos especificamente na disciplina de Educação Física eram alunos que apresentavam deficiência auditiva, intelectual e também física, em um caso, pertencentes a turmas diferentes. As atividades desenvolvidas eram voltadas à realização de atividades esportivas com o objetivo da participação, desenvolvimento de aspectos afetivos e sociais dos alunos. A maior dificuldade está em relação à participação de alguns dos alunos e na elaboração de estratégias, com o intuito de incluir os alunos com deficiência na participação das atividades, fora as limitações físicas do ambiente e de materiais.

A partir desta situação, a elaboração de atividades que pudessem suprir a determinadas dificuldades foram realizadas, buscando sempre a participação de todos os alunos da classe. O atendimento educacional especializado foi importante para o desenvolvimento de atividades teóricas que faziam parte dos conteúdos e demais necessidades. Direção e coordenação pedagógica sempre se prontificaram a fornecer condições para o pleno desenvolvimento das atividades não impondo elevadas barreiras para as ações em classe. De maneira bastante ausente encontra-se a família em que na sua maioria não mantinha relação próxima para acompanhamento, excetuando-se casos isolados em que havia uma maior atenção quanto a vida escolar do aluno(a).

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: