Noemi Damaris Araujo Ferreira

O presente relato envolve os alunos do 8º ano A da EMEB Antonia Tita Maciel de Campos, escola municipal localizada no Bairro Jardim Florianópolis em Cuiabá – MT. Dentre os alunos destacamos o aluno R.D.M que apresenta uma deficiência física. 

Foram proporcionadas à turma atividades esportivas cooperativas, envolvendo a participação de todos. Os alunos foram sensibilizados com atividades de esporte inclusivos, reflexões sobre as deficiências, respeito e valorização do outro.

Foram feitas adaptações nas atividades de forma que o aluno com deficiência vivenciasse a atividade como os demais alunos. Os colegas sugeriram algumas adaptações na atividade desenvolvida e refletiram sobre a importância da participação do colega que apresenta a deficiência. 

Percebemos atitudes favoráveis de respeito, colaboração, solidariedade entre os pares. O trabalho foi desenvolvido em parceria com o professor de Educação Física, Professora Referência e Professora da Sala de Recursos Multifuncional. Observamos que apesar das dificuldades de acesso à quadra pelo cadeirante e a limitação imposta pela própria deficiência não impossibilitaram a criação de estratégias, adaptações que privilegiassem a participação e execução da atividade pelo aluno. Isto nos leva a refletir que a educação inclusiva e a sua efetivação passa pela coletividade e pela mudança de atitudes de todos os envolvidos dentro do processo inclusivo.

 

Participante do projeto Portas abertas para a inclusão – 2013

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: