Juliana Silva Passos

O projeto do nosso grupo envolveu o uso de jogos e brincadeiras tradicionais. Escolhemos este tema por abranger as crianças e suas famílias, cuja participação na escola é bem pequena, e por isso sendo colocada por nós como sendo um aspecto dificultador.

As salas abrangidas foram de 3º ano, onde havia crianças com TGD e deficiência física.

Durante o projeto, fizemos rodas de conversas, entrevistas com os pais, reunião com a equipe escolar, além das brincadeiras e jogos.

Foi especialmente gratificante uma dinâmica onde os alunos da sala de aula regular tiveram que pensar em jogos e brincadeiras em que a colega com TGD, também pudesse participar (esta aluna interage pouco com os demais, então a atividade foi um desafio para a turma).

Tivemos alguns percalços durante a execução do projeto, devido à fatores de ordem burocrática e estrutural da escola.

Vemos o projeto como uma primeira semente e para o próximo ano estamos tentando uma parceria com o Instituto Olga Kos para realização de projetos nas áreas de Educação Física e Artes.

Participante do projeto Portas Abertas para a Inclusão – 2013

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: