Vocês conhecem jogos inclusivos para ensinar geografia?

Bom dia. Meu nome é Ursula e sou professora de geografia. Na minha formação não se falou em inclusão e tenho estudantes especiais. Quero me aprofundar com crianças com Síndrome de Down. Para isso tenho lido e estudado bastante, pois quero fazer jogos de geografia, dentro da minha proposta de mestrado. Vejo muitas atividades na internet, mas quero focar o estudo da geografia em jogos. Se tiverem sugestões, agradeço.

Estratégias pedagógicas

1 resposta

Por Maria de Lourdes de Moraes Pezzuol em 25/02/2019

Olá Úrsula, ótima ideia, independente do jogo ser uma metodologia facilitadora para a aprendizagem de alunos com deficiências, é um recurso que deve ser abordado e explorado por todos. Os jogos e brincadeiras possuem grandes vantagens para o trabalho com todas as crianças promovendo assim uma real socialização, pois ao brincar diversas habilidades estarão sendo estimuladas: coordenação motora, atenção, memorização, a comunicação consigo mesma, com o mundo ao seu redor e muitos outros benefícios que o brincar proporciona ao ensino aprendizagem. Considerando que os jogos e brincadeiras quando planejados e mediados dentro da escola fortalecem uma proposta de educação inclusiva, ao lançar um olhar mais atento para o despertar, para o estímulo e para as potencialidades desses sujeitos e não apenas a preocupação com suas limitações.

Enquanto professora licenciada em Educação Física e atualmente como especialista para alunos com autismo, faço da metodologia dos jogos e brincadeiras um estímulo significativo para fortalecer a aprendizagem. Utilizo muitos materiais reciclados para criar atividades, é uma boa ideia para você experimentar. Desde um quebra cabeça de mapas (papelão) até a revitalização do jardim da escola adaptando para um jardim sensorial. Onde consegui explorar noções dos sentidos, medidas, noções de espaços, plantas (flores) existentes nesse local e também pequenos insetos.

Deixo uma dica, você deve recriar atividades existentes, relacionando aos seus objetivos propostos e adaptando aos conteúdos curriculares, explore ao máximo a tecnologia com os recursos digitais. Deixo outra dica de abordagem realizada pela Plataforma Porvir: “Para inovar no processo de ensino-aprendizagem, projeto nascido na UFRGS reúne softwares para Android que podem ser usados e modificados livremente”. Você vai encontrar uma tabela em Português e em outras línguas para você mesma editar, pois são aplicativos abertos e na área de geografia tem bastante atividades. Link: http://porvir.org/300-aplicativos-educacionais-abertos-para-usar-em-sala-de-aula

Boa sorte!!!

100% Acham isso útil Esta resposta te ajudou?
Conhece alguém que pode responder? Compartilhe um link para a pergunta.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: