Como lidar com o aspecto financeiro da matrícula de alunos com deficiência em uma escola particular?

Na direção de uma pequena escola na rede particular, sinto-me pressionado diante da responsabilidade legal de acolher crianças com necessidades educacionais – destaco que já realizamos o processo inclusivo de muitos estudantes – e ter que custear, por exemplo, um educador(a) exclusivo para determinada criança.

Sabendo que não posso impor nenhum valor diferenciado às famílias cujo filho(a) necessita desse acompanhamento, sou tentado a restringir o número de matrículas destes casos. Mas, como disse no início, sei da exigência legal de acolher e empreender a inclusão escolar.

O que me sugerem?

Por Equipe DIVERSA
Olá! Agradecemos pela confiança em dividir sua questão. Acreditamos que a troca de experiências entre pessoas envolvidas com o atendimento de estudantes com deficiência na escola comum é essencial para a construção de uma educação cada vez mais inclusiva. Por isso, sua contribuição é muito importante para a Comunidade DIVERSA. Nesse momento, estamos buscando pessoas e referências que possam te ajudar. Enquanto isso, sinta-se livre para explorar os estudos de caso, os relatos de experiência, os artigos e os materiais pedagógicos acessíveis de nossa biblioteca. Continue nos contando suas descobertas sobre o tema da educação para todos!
Conhece alguém que pode responder? Compartilhe um link para a pergunta.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: