Como despertar o interesse de um estudante com autismo pelas atividades?

Boa noite! Na escola onde faço atendimento psicopedagógico, tem uma criança com autismo, de 4 anos, ainda não consegui a atenção dessa criança para desenvolver uma atividade, a mesma tem dificuldade de se comunicar, de gesticular, coordenação motora bastante comprometida e agora nem entrar na salinha de atendimento ela quer! Gostaria de algumas sugestões de profissionais dessa comunidade sobre o meu relato.

Transtorno do espectro autista (TEA)

2 respostas

Por Maria de Lourdes de Moraes Pezzuol em 17/05/2019

Olá, diante da experiência que tenho com desenvolvimento de atividades para alunos com Transtorno do Expecto Autista (TEA), identifico que alguma coisa, algum objeto está assustando essa criança para que a mesma não queira entrar dentro da sala de atendimento. Podemos identificar que tem crianças com autismo que quando chegam em determinados ambientes ficam irritadas por questões sensoriais, como por exemplo: barulhos, luz, tumulto, ambientes poluídos visualmente.

Identifico que você enquanto psicopedagoga tenha realizado uma avaliação diagnóostica do perfil desse aluno com sua família. Avaliação descritiva individualizada baseada na identificação em relação a sua funcionalidade, nas atividades de vida diária, familiar, escolar, comunitária, identificando seus gostos, seus anseios, suas dificuldades de adaptação nos diversos ambientes onde a mesma convive. Após essa análise invista em atividades sensoriais, de auto estimulação sensorial, atividades que auxiliam a organizar os sentidos e possam agir com uma ferramenta terapêutica. Atividades que podem e devem ser exploraras por sensações, por exemplo: faça um cordão de tecidos coloridos de variadas texturas e deixe a criança explorar. Use algum som, pode ser um guizo; crie um tapete com várias texturas. Materiais pedagógicos que possam ser atraentes, pela cor, pela função investigativa, onde o aluno consiga modificar e interagir, sentir e explorar os sentidos sensoriais.

100% Acham isso útil Esta resposta te ajudou?
Por Edneia Aparecida da Silva em 18/07/2019

Trabalho em uma escola pública e tem um aluno que tem autismo leve. Ele cursa o terceiro ano e tem dificuldades para acompanhar a aprendizagem . É apaixonado por dinossauros e no intervalo brinca de imita-los. Vocês pensam que por ele ter essa afinidade por esses répteis seria um caminho para o desenvolvimento desse aluno, o trabalho de aprendizagem ser realizado com algo que ele se identifica, exemplo os dinossauros.
Eu sugiro usar o tema em várias disciplina, claro com aulas elaboradas para a estagiária que o acompanha passar para ele?

Esta resposta te ajudou?
Conhece alguém que pode responder? Compartilhe um link para a pergunta.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: