Como alfabetizar uma pessoa de vinte anos com Síndrome de Down?

Olá! Tenho uma filha, Julia, hoje com 20 anos, que tem Síndrome de Down. Ela sempre cursou escola regular, muitas vezes com apoio de um tutor. Terminou o ensino médio há dois anos, mas apesar de sua dedicação e vontade, não foi alfabetizada. Também tentamos investir nisso com o apoio de uma psicopedagoga durante dois anos, mas não funcionou.
Hoje, ela está trabalhando em uma filial de uma grande cadeia de lojas de roupa. É independente, comunicativa, responsável e organizada. Está aprendendo todos os dias o que é o universo do trabalho. E tem demonstrado vontade de aprender a entender a ler e escrever… Também gosta de dizer que queria fazer uma faculdade, ou mesmo aprender a dirigir o carro.

Julia sempre teve acompanhamento de terapeutas de acordo com o momento e as necessidades. Sempre gostou muito do ambiente escolar, mesmo quando ela deixou de cumprir o que precisava no sentido de conteúdo e formação acadêmica. Paralelamente, tentávamos o apoio com a psicopedagoga, e num momentos até experimentamos o Kumon. Sem resultado.
Ela tem um caderno onde anota seus interesses em letras de forma, mas que não configuram palavras ou texto.
Somos uma família de professores, mas, como dizem “em casa de ferreiro, espeto de pau”, esta foi uma das dificuldades que não conseguimos ajudá-la a superar.
Apesar dos muitos avanços, sentimos que esta restrição da alfabetização a prejudica bastante. E continuamos buscando uma alternativa para ajudá-la… Queria sugestões, podem nos indicar algumas alternativas?
Por Equipe DIVERSA
Olá! Agradecemos pela confiança em dividir sua questão. Acreditamos que a troca de experiências entre pessoas envolvidas com o atendimento de estudantes com deficiência na escola comum é essencial para a construção de uma educação cada vez mais inclusiva. Por isso, sua contribuição é muito importante para a Comunidade DIVERSA. Nesse momento, estamos buscando pessoas e referências que possam te ajudar. Enquanto isso, sinta-se livre para explorar os estudos de caso, os relatos de experiência, os artigos e os materiais pedagógicos acessíveis de nossa biblioteca. Continue nos contando suas descobertas sobre o tema da educação para todos!
Conhece alguém que pode responder? Compartilhe um link para a pergunta.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: