Tapete com recursos sensoriais incentiva leitura em atividade de contação de histórias

Como diretora da Escola Municipal Presidente Castelo Branco, em Mesquita (RJ), acompanhei uma contação de história em uma das turmas de 3º ano do ensino fundamental de nossa unidade que contou com o uso de um material pedagógico acessível que estimula a leitura, o Tapete de histórias interativo. O recurso é feito de tecido e traz muitos elementos táteis, visuais e sonoros. Isso despertou o interesse das crianças, que se envolveram com entusiasmo com a narrativa.

Tapete estendido sobre duas carteiras escolares. O recurso conta com árvores de tecido, elementos da natureza, casas, bonecos etc.
O Tapete interativo de histórias é feito de tecido e outros materiais simples ou reaproveitados como papelão e fios.
Para dar início à atividade, a professora Viviane, responsável pela classe, juntou algumas mesas e estendeu sobre elas o material. Ela apresentou o tapete aos estudantes e os deixou ver, tocar e ouvir as peças. Depois, pegou um livro com uma versão de “Chapeuzinho vermelho” – mais longa que a narrativa original e com elementos novos – e o leu para a turma. Após terminar, pediu para que recontassem a história, acrescentando suas percepções.

 

Floresta sombria

A participação dos alunos nos surpreendeu, inclusive a do Davi, garoto que possui déficit de atenção e hiperatividade. Ele falava pouco e costumava ter um comportamento mais agressivo. No dia da atividade com o material pedagógico, contudo, ele participou bastante e mostrou ter um ótimo vocabulário. Quando a professora perguntou como era a floresta, ele respondeu: “Era sombria”.

Por fim, as crianças escreveram a história em seus cadernos. Quem quisesse, poderia ilustrar. Davi, que ainda não estava alfabetizado, desenhou com riqueza de detalhes. Outras crianças que também não dominavam a escrita optaram pelas ilustrações e teve quem escrevesse e desenhasse. A possibilidade de escolha da forma de registro permitiu a expressão de todos. No geral, a atividade foi muito positiva. Além de estimular a criatividade, o recurso nos permitiu explorar a oralidade, a interpretação e a escrita dos estudantes.

Veja como o Tapete de histórias interativo foi usado na escola Presidente Castelo Branco, em Mesquita (RJ):

 

Tapete de histórias interativo para todos

Uma das características dessa turma era a constante agitação. Em salas assim, não adianta apresentar somente a teoria, que não prende muito a atenção. Temos que trazer algo novo e atrativo para a aula. Só assim é possível fazer os alunos se conectarem com a escola e com o que está sendo ensinado. O uso de materiais interativos desperta o interesse e, com isso, se reflete em mudanças de comportamento.

Com o Tapete de histórias interativo na frente da sala, alunos sentados em suas carteiras escrevem em seus cadernos.
A última etapa da atividade foi o registro da história. Todos alunos se expressaram por meio da escrita ou de desenhos.
Por isso, pretendemos fazer uma reunião com a equipe pedagógica com o objetivo de incluir atividades como essa no planejamento do próximo ano. A ideia é que elas sejam feitas em toda escola, periodicamente. Para que isso aconteça, é necessário mobilizar toda a comunidade escolar. Precisamos modificar nossa prática, promover encontros que envolvam a direção, a coordenação, os professores, os mediadores, os profissionais da sala de recursos multifuncionais (SRM) e, até mesmo, os pais. Juntos, todos poderiam ajudar, por exemplo, a planejar, conseguir insumos e construir materiais como o Tapete de histórias interativo para toda a escola.

Aprenda a construir o Tapete de histórias interativo.

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: