Jogo de formas geométricas estimula interação de aluno com Síndrome de Down

Sou professora do atendimento educacional especializado (AEE) na Escola Municipal Janir Clementino Pereira, localizada no município de Nova Iguaçu (RJ). Em parceria com a professoras Melinda, responsável pelo AEE, e Ana, regente da turma de 5º ano, apliquei o material pedagógico acessível Jogo das formas geométricas com os estudantes. O recurso foi construído com circuitos básicos de eletrônica e possui luzes que acendem como resposta ao encaixe correto das formas. As peças são diferenciadas por cores e texturas.

Este vídeo conta com legendas em português (ativadas na barra do player).

Trabalhamos com geometria, a partir da discriminação das formas e cores, e com língua portuguesa na escrita e na leitura dos nomes. Graças ao uso dos circuitos elétricos, também articulamos conteúdos de ciências. As crianças se interessaram muito na construção dos circuitos de baixa tecnologia e do material pedagógico acessível.

O Jogo das formas geométricas na prática

A turma do 5º ano do ensino fundamental contava com 28 alunos e a organizamos em grupos. Cada grupo desenhou e nomeou as formas geométricas já conhecidas e depois identificou as formas trabalhadas pelos outros. Foi uma experiência formidável, pois possibilitou socialização, interação e a integração com o currículo. Os estudantes com e sem deficiência foram favorecidos.

+ Saiba como construir o Jogo das formas geométricas

Gabriel, aluno com Síndrome de Down, ainda está desenvolvendo a oralização e a escrita. O uso de recursos como o Jogo das formas geométricas se encaixou na proposta de uso de um material concreto, o que favoreceu sua participação. Com o material, ele interagiu muito bem durante as atividades. Eu gostaria muito de desenvolver recursos como o jogo envolvendo a produção de frases com verbos, substantivos e artigos.

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: