Jogo das formas tridimensionais ensina e diverte estudantes com e sem deficiência

Sou professora da Escola Municipal Gilberto Amado, no Rio de Janeiro (RJ) e utilizei o material pedagógico acessível Jogo das formas tridimensionais com uma turma de 4º ano do ensino fundamental. O recurso é composto por uma base de papel cartão, com duas figuras em três dimensões para os estudantes montarem. Quando eles acertam a montagem da forma, uma luz se acende.

O material permitiu trabalhar conceitos de matemáticos de geometria, de espaço e forma, similaridades e diferenças, coordenação motora, concentração e atenção. A classe conta com um aluno com microcefalia e que tem dificuldades psicomotoras. Ele participou de todas as atividades propostas.

Este vídeo conta com legendas em português (ativadas na barra do player).

Ao iniciar a atividade, fiz uma introdução a partir da própria observação de objetos pelas crianças. Posteriormente, apresentei o conteúdo na apostila trabalhada em sala de aula. Em uma terceira etapa, disponibilizei o jogo para que todos pudessem experimentar e montar.

Formas tridimensionais e a matemática no cotidiano

A atividade foi muito divertida! Após a brincadeira, cada aluno recebeu uma folha com a planificação de um sólido geométrico para ser recortado, montado e colado. Todos terminaram a aula com uma forma tridimensional para levar para casa.

+ Aprenda a construir o jogo das Formas tridimensionais

O estudante com deficiência realizou as tarefas com apoio, se divertiu e esteve integrado com a turma durante toda a aula. Após a experimentação, a aula com exercícios escritos foi muito melhor aproveitada. As crianças fizeram atividades envolvendo sólidos geométricos planificados de forma autônoma, com tranquilidade.

O Jogo das formas tridimensionais mostrou aos alunos de forma divertida que uma simples caixa montada ou desmontada está relacionada à matemática. Essa relação contextualizada é importante para dar significado ao aprendizado.

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: