Qual sua experiência com a produção e uso do Pique bandeira de tabuleiro?

O Pique bandeira de tabuleiro é um material pedagógico acessível composto por uma placa de papelão marcada por caminhos geométricos, onde os jogadores movimentam peças feitas de tampinhas de adoçante. O objetivo do jogo é levar o peão-bandeira, localizado no campo adversário, para seu próprio lado do tabuleiro. Quando isso acontece, luzes e sons são acionados para informar o término da brincadeira. O recurso já foi usado pela professora Letícia de Jesus na Escola Municipal Doutor Ely Baiense Vailante, em Mesquita (RJ), em uma atividade de multiletramento com uma turma do 2º ano do ensino fundamental.

A experiência da Letícia é um exemplo de como o Pique bandeira de tabuleiro pode ser utilizado em atividades para estudantes com e sem deficiência na sala comum. Mas, de acordo com cada contexto, e com uma boa dose de criatividade, o recurso pode ser criado com outros materiais e ser aplicado em outras disciplinas, para outros perfis de alunos, com outras abordagens e objetivos.

Você já fez uso do Pique bandeira de tabuleiro? Como você o criou? Quais atividades você desenvolveu? Conta aí como foi sua prática pedagógica e ajude a inspirar outros educadores da Comunidade DIVERSA a criar suas próprias estratégias!

Material pedagógico
Por Equipe DIVERSA
Olá! Agradecemos pela confiança em dividir sua questão. Acreditamos que a troca de experiências entre pessoas envolvidas com o atendimento de estudantes com deficiência na escola comum é essencial para a construção de uma educação cada vez mais inclusiva. Por isso, sua contribuição é muito importante para a Comunidade DIVERSA. Nesse momento, estamos buscando pessoas e referências que possam te ajudar. Enquanto isso, sinta-se livre para explorar os estudos de caso, os relatos de experiência, os artigos e os materiais pedagógicos acessíveis de nossa biblioteca. Continue nos contando suas descobertas sobre o tema da educação para todos!
Conhece alguém que pode responder? Compartilhe um link para a pergunta.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: