Quais aplicativos pedagógicos podem auxiliar estudantes com autismo?

Sou professora há pouco tempo e nessa minha trajetória ainda não tinha me deparado com uma criança autista e agora, em minha sala, se encontra uma. Ela gosta muito de celular e sabe lidar com esses aparelhos. Gostaria de saber se vocês sabem de aplicativos pedagógicos que eu posso usar para poder ajudá-la. Ela tem nove anos e está no 4º ano do ensino fundamental. Foi diagnosticada faz quatro anos. Desde já agradeço.

Tecnologia

1 resposta

Por Maria de Lourdes de Moraes Pezzuol em 03/10/2017

Olá, sou professora de educação física da rede pública do Estado de São Paulo, também de sala regular comum, há 27 anos. Há quatro anos, deparei-me com uma situação igual a que você está vivenciando. Confesso a você que foi amor à primeira vista receber dois alunos autistas, 6º e 7º anos do ensino fundamental II. Na época foi também um desafio muito grande, como agir, como elaborar atividades etc. Um deles diagnosticado com Síndrome de Asperger, outro autismo clássico de alto funcionamento, problemas com a comunicação, interação social e comportamentos repetitivos. Um grande mistério, uma incógnita, o que fazer? Busquei formação e pesquisa sobre os dois alunos que desestabilizaram minha prática de aula. Além dessa conquista, busquei aproximação com suas famílias, essa atitude foi fundamental. As escolas e os professores precisam ter uma articulação com essas famílias. Identifico que a família deve ser o centro das atenções.

Assim, realizei especialização em transtorno do espectro autista (TEA), esses dois alunos foram o tema do meu TCC. Logo após, realizei especialização em deficiência intelectual (DI), atualmente estou cursando neuropsicopedagogia. Sempre utilizei os recursos tecnológicos no desenvolvimento de minhas aulas. São recursos metodológicos mágicos, pois as imagens têm uma posição importante como ferramenta simbólica de comunicação que atrai os alunos. Indico como recurso tecnológico de apoio pedagógico os jogos: Pesca letras e a Fábrica de palavras. Esses dois alunos que citei se identificavam muito com esses jogos. Atualmente continuo utilizando esses jogos e outros, pois tenho vários alunos com dificuldades de aprendizagens, autistas e com outras deficiências.

Não sei se você conhece, na rede estadual temos a plataforma Currículo +, que abrange vários tipos de objetos digitais de aprendizagens integrados ao currículo de cada disciplina e ciclos. Foi nessa plataforma que encontrei esses jogos que indiquei a você. Além dos jogos, existem vídeos, simuladores etc. Indico também alguns softwares para que você possa conhecê-los:

Amplisoft – Software de comunicação alternativa
Boardmaker – Criação de quadros com símbolos de comunicação pictória (em inglês)
HagáQuê – Criação de histórias em quadrinhos
Toon Doo – Criação de histórias em quadrinhos (em inglês)

Compartilho também, um link de uma reportagem onde relato um pouco sobre minha experiência com uso da tecnologia que foi publicada na plataforma do Porvir: Uso da tecnologia facilita engajamento de alunos com deficiência.

Espero ter contribuído com sua solicitação. Saiba que aprendemos mais com esses alunos do que eles com a gente. A base de tudo é amor, dedicação e aperfeiçoamento, sempre. Abraços.

100% Acham isso útil Esta resposta te ajudou?
Conhece alguém que pode responder? Compartilhe um link para a pergunta.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: