Como trabalhar currículo do 9º ano com aluno com Síndrome de Down não alfabetizado?

Na escola pública em que trabalho recebemos um aluno com Síndrome de Down o ano passado no 8º ano e este ano ele está no 9° ano e vai ser meu aluno. Estou ansiosa, pois ouvi dos professores que ele não está alfabetizado ainda e é um aluno que pouco ficou em sala de aula, cheios de vontades. Eu gostaria de receber algumas orientações e estratégias para trabalhar com este aluno. Sei que ele gosta muito de histórias, desenhar os personagens, mas não lê nem escreve. A minha principal dúvida é como passar para ele o currículo do 9º ano, se vou apenas dar atividades de letramento.

Maria Roma de Matos, professora de língua portuguesa.

Adequação curricular

2 respostas

Por Maria de Lourdes de Moraes Pezzuol em 14/03/2018

Olá Maria Roma, também já vivenciei essa experiência quando atuava em classe comum. Atualmente estou atuando como professora especialista de sala de recurso e itinerância para alunos com transtorno do espectro autista – TEA. Identifico que a melhor forma é essa mesma, essa sondagem que você está realizando sobre o perfil e os gostos desse aluno. Mas é interessante realizar uma sondagem individual com esse aluno, para investigar suas dificuldades e potencializar suas habilidades.Também, seria interessante saber dos familiares, como é o relacionamento com a família, com o grupo social, seus gostos e afazeres fora da escola. Buscar e ampliar informações relevantes que possam ser trabalhadas de comum acordo com todos os professores das demais disciplinas e com toda equipe escolar. Sugiro que trabalhe com grandes eixos temáticos, explorando o máximo a contextualização por meio de figuras relacionadas às palavras que formam texto, livros e revistas com personagens que chamam sua atenção. E também, utilizar como auxilio pedagógico as ferramentas tecnológicas que fortalecem o processo de interação/comunicação com diversos sistemas de linguagem, visual, auditiva. Saiba que seu entusiamo e dedicação são ferramentas metodológicas fortíssimas e auxiliarão a promover uma aprendizagem significativa. Vá em frente, abraços.

50% Acham isso útil Esta resposta te ajudou?
Por Clementina Cândida Madureira Ribeiro em 15/05/2018

Uma sugestão apenas: para além das atividades da resposta anterior, que são ótimas, também se pode aplicar o método das 28 palavras para tentar que ele inicie a leitura e escrita. Este método é excelente para alunos com deficiência intelectual ou dificuldades de aprendizagem graves, em anos iniciais de 1º ciclo para não terem de chegar ao 9º ano sem saber ler e escrever. Obrigada

Esta resposta te ajudou?
Conhece alguém que pode responder? Compartilhe um link para a pergunta.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: