Como melhorar relação entre profissional de psicopedagogia e escola?

Sou profissional de psicopedagogia e atendo várias crianças com autismo e tenho muitas dificuldades das escolas aceitarem algumas alterações no atendimento dessas crianças, como fazer a avaliação diferenciada (oral), digitar a prova só na frente da folha, orientar (ler a avaliação para criança e explicar os enunciados), auxiliar na socialização. Já fui na escola falar com professores, coordenadores pedagógicos. Deixei as orientações por escrito e na hora afirmam que vão fazer, porém não fazem. O preciso fazer para que os direitos dessas crianças sejam atendidos?

 

Colaboração
Por Equipe DIVERSA
Olá! Agradecemos pela confiança em dividir sua dúvida. Acreditamos que a troca de experiências entre pessoas envolvidas com o atendimento de estudantes com deficiência na escola comum é essencial para a construção de uma educação cada vez mais inclusiva. Por isso, sua contribuição é muito importante para a Comunidade Diversa. Nesse momento, estamos buscando pessoas e referências que possam te ajudar. Enquanto isso, sinta-se livre para explorar os estudos de caso, os relatos de experiência e os artigos de nossa biblioteca. Continue nos contando suas descobertas sobre o tema da educação para todos!
Conhece alguém que pode responder? Compartilhe um link para a pergunta.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: