Como lidar com comportamento agitado de aluno com Síndrome de Down?

Prezados colegas, boa noite. É um prazer imenso estar participando de um fórum que nos ajuda a lidar com a temática de inclusão em sala de aula. A minha dúvida a priori é a seguinte: como lidar em sala de aula com crianças com Síndrome de Down que apresentam comportamento agressivo e agitado em sala de aula? Temos um aluno na escola há uns quatro anos. Ele tem oito anos de idade e possui uma monitora para acompanhá-lo nas aulas. Todo trabalho direcionado a ele é orientado por mim em sala de aula. Existe um revezamento entre mim e a monitora na execução do trabalho. Eu planejo, faço os materiais e ela executa na maioria das vezes. Trabalho muito com ele o sensorial. Ele não fala, apenas balbucia sons, mas o que posso compreender é que ele entende o que faz, entende quando falamos com ele.

Além disso, a criança se mostra muito impaciente em certos momentos da aula. Quando ele apresenta o comportamento de bater em nós e nos coleguinhas ele ri e bate. Percebo que ele tem ciúmes, já que isso acontece quando algum coleguinha chega perto de nós ou mesmo quando eu e a monitora conversamos perto dele. Chamamos sua atenção, colocamos até para “perder a vez”, uma maneira que usamos com todos alunos quando quebram os combinados e ele entende.

Às vezes ele está tranquilo, mas por outras ele chega muito agitado em sala. Pelo o que converso com a mãe, ele tem dificuldades em dormir, em evacuar, e isso talvez possa causar uma certa irritação. Gostaria muito de ter acesso a atividades direcionadas para a alfabetização desse aluno.

0 Qualificação

1 resposta

Por Equipe DIVERSA em 15/05/2017

Olá! Seja bem-vindo(a) à nossa comunidade! Nós da equipe do DIVERSA agradecemos pela confiança em dividir suas dúvidas. Acreditamos que encaminhamentos para desafios como o que você expôs possam ser construídos coletivamente. Para isso, dividiremos sua questão com outros membros de nossa comunidade e pesquisaremos em nosso acervo de conteúdos referências que possam te inspirar na busca por possibilidades inclusivas. Enquanto isso, te convidamos a explorar e comentar os estudos de caso, os relatos de experiência e os artigos de nossa biblioteca. Continue nos contando suas descobertas sobre o tema da educação para todos. Sinta-se à vontade para trocar experiências!

0 Qualificação
Conhece alguém que pode responder? Compartilhe um link para a pergunta.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: