Desenho universal

O conceito do desenho universal surgiu a partir da constatação de que os recursos de acessibilidade destinados a reduzir ou eliminar barreiras no ambiente não beneficiam somente as pessoas com deficiência. Por exemplo: uma rampa não facilita somente a locomoção de uma pessoa que usa cadeira de rodas, mas também pais que transportam um bebê no carrinho.

De acordo com essa concepção, produtos, espaços, meios de comunicação, tecnologias e serviços devem ser concebidos visando seu uso pelo maior número de pessoas possível de forma autônoma. Um projeto orientado pelo desenho universal considera a diversidade humana, buscando garantir a acessibilidade para todos.

Além de orientar a concepção e desenvolvimento de espaços físicos e artefatos, o desenho universal também se aplica à educação por meio do desenho universal para a aprendizagem (DUA).