DIVERSA investiga educação inclusiva na Europa

No intuito de entender a educação inclusiva na Europa, a equipe do DIVERSA realizou, no último mês, visitas a uma série de personalidades e instituições no continente.

A viagem iniciou-se no Museu do Louvre, em Paris. O responsável pelo atendimento do público com deficiência, Michel Lo-Monaco, recebeu o superintendente do Instituto Rodrigo Mendes (IRM), organização responsável pelo DIVERSA, para compartilhar sua experiência com acessibilidade em espaços culturais. Ainda na cidade, Rodrigo Hübner Mendes conversou com Philippe van den Herreweghe, delegado de pessoas com deficiência do Ministério da Educação francês. O delegado tratou do panorama da integração das pessoas com deficiência nas escolas regulares francesas.

Outra organização visitada em Paris foi a Associação para o Acolhimento de Todas as Crianças (APATE, na sigla em francês), responsável pela Escola Gulliver. A unidade tem um interessante projeto de educação infantil inclusiva, que contempla desde pequenos detalhes arquitetônicos até uma avançada concepção de ensino infantil.

Em Portugal, a equipe do DIVERSA conheceu a renomada Escola da Ponte, referência em educação inclusiva na Europa. O projeto, iniciado pelo professor José Pacheco, foi utilizado pela Escola Amorim Lima como modelo de projeto pedagógico por sua visão singular de gestão democrática da escola, envolvendo os alunos na construção de seus próprios planos de estudo. Também no país, o superintendente do IRM visitou António M. Magalhães, na Universidade do Porto, que deu sua visão sobre o desenvolvimento e os desafios da educação inclusiva em Portugal.

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: