Abertas inscrições para DIVERSA Presencial 2018

A formação em serviço – DIVERSA Presencial – é uma iniciativa do Instituto Rodrigo Mendes (IRM) com apoio da Fundação Volkswagen, direcionada a profissionais envolvidos nos processos de escolarização de estudantes público-alvo da educação especial vinculados a cinco secretariais municipais de educação (SMEs) do estado de São Paulo.

Representantes das SMEs devem manifestar interesse até o dia 21/02 por meio do preenchimento do formulário on-line. A lista final de inscritos será divulgada no dia 05 de março. Todos os detalhes sobre a chamada estão no regulamento.

 

Como funciona o DIVERSA Presencial

Sem nenhum custo às secretarias, a formação ocorre por meio de dez encontros a serem realizados na cidade de São Paulo entre os meses de abril e setembro. Na ocasião, estarão reunidos, em um mesmo espaço, representantes das equipes gestoras das secretarias de educação, gestores escolares, professores de sala de aula comum e do atendimento educacional especializado (AEE) indicados pelas próprias secretarias.

A partir de casos reais e desafiadores escolhidos pelas equipes locais, os participantes compartilham experiências e conhecimentos. O diálogo possibilita a ampliação de repertório e a elaboração de estratégias para o aprimoramento de práticas inclusivas no dia a dia escolar.

A mediação é feita pela equipe do IRM, estimulando a construção coletiva de conhecimento a partir do fazer de cada participante e articulando as diferentes práticas com diretrizes das políticas públicas educacionais vigentes e referenciais teóricos atuais.

 

Destaques da edição 2017

Cruzeiro, Ibiúna, Peruíbe, Poá e Santo André foram os municípios participantes da formação no ano passado. No relato sobre a experiência, representantes de Cruzeiro contam sobre o trabalho feito na EMEF Padre Francisco, onde acompanharam um aluno do 6º ano que tinha a inquietação como forte característica. Ao se debruçarem sobre o caso, os educadores ampliaram o olhar e fizeram com que não só esse mas todos os estudantes passassem a ser pauta de reflexões para uma nova forma de ensinar. A ação inspirou a gestão escolar a realizar uma formação na instituição sobre os novos olhares para uma educação realmente inclusiva.

Já os representantes de Santo André compartilharam o caso de um aluno da EMEIEF Candido Portinari, diagnosticado com Síndrome de Down e transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). Os educadores perceberam que as estratégias importantes para a escola eram: o estabelecimento de parcerias com as famílias e a melhor compreensão dos limites e diferenças do trabalho do cuidador e do professor na sala de aula.

Todos os relatos sobre experiências vivenciadas pelos profissionais de educação dos municípios participantes em 2017 serão publicados aqui no portal durante o primeiro semestre. “É muito importante divulgar as ações das equipes para multiplicarmos o conhecimento construído a partir dos diálogos estabelecidos na formação em serviço”, diz Aline Santos, coordenadora do projeto DIVERSA. “Por meio da trajetória desafiadora desses municípios e escolas, outros educadores podem se inspirar na busca por possibilidades”, completa.

+ Leia mais sobre as edições do DIVERSA Presencial 2015 e 2016

Compartilhe este conteúdo com seus amigos.
Comente ou compartilhe nas mídias sociais: